Por que estudar na Argentina?

Argentina é um país com 40 milhões de habitantes, estabelecido em uma superfície de aproximadamente 1,5 milhões de quilômetros quadrados, organizado segundo os princípios republicanos da divisão de poderes e com uma organização federal, que está caracterizada por uma tradição de mais de 150 anos na cordial recepção de mulheres e homens do mundo todo, de diversas etnias, cultos e ideologias, ao mesmo tempo em que mostra um respeito e reconhecimento crescente com suas comunidades aborígines.

A suas paisagens conhecidas no mundo todo, que combinam desertos com pampas férteis, praias tranqüilas e extensas com montanhas nevadas e cataratas com glaciais, une-se uma vida em democracia fortalecida e um exercício institucional ininterrupto desde 1983. E mais de 3000 cidades onde os habitantes exercem em plenitude sua cuidada autonomia e as 23 províncias e a cidade autônoma de Buenos Aires exercem o poder no exercício de suas responsabilidades de providenciar para a população os serviços de saúde, justiça, educação e segurança.

Algumas de suas cidades têm mais de 400 anos de antiguidade, fundadas durante a colonização espanhola, enquanto que outras têm menos de uma década de criação. Por tal motivo o visitante encontrará tradições seculares junto a uma visão cosmopolita, em uma combinação que caracteriza os argentinos.

A importância outorgada à educação desde há 120 anos, permite mostrar uma das maiores taxas de alfabetização do mundo. Um argentino leitor e interessado pelos temas que desvelam à humanidade, prestigiosos artistas, intelectuais e científicos, como assim também profissionais que obtêm reconhecimento por suas capacidades no país e no estrangeiro.

Esta importância também está expressa através de um sistema de 107 instituições universitárias, estaduais e privadas, que abrangem a mais de 1.500.000 de estudantes que concorrem a estabelecimentos criados recentemente ou a universidades fundadas previamente à conformação do estado argentino, como são o caso das Universidades de Córdoba e Buenos Aires, criadas em 1613 e 1821 respectivamente.

Assim, os estudantes estrangeiros ao vir à Argentina se encontrarão com um país que lhes oferece uma ampla, diversificada e qualificada oferta de estudos universitários, tanto de graduação quanto de pós-graduação, com um custo de vida acessível, compartilhando as atividades acadêmicas com jovens de outros países e a possibilidade de ter uma experiência de vida única percorrendo um país de contrastes em sua geografia e clima.

No resumo, destacamos os seguintes fatores como motores de crescimento exponencial de alunos estrangeiros em nosso país:

- Qualidade das Universidades Argentinas
- Custos Baixos
- Espanhol como língua estrangeira e Certificação oficial
- Diversidade da oferta acadêmica
- Atrativos turísticos
- Interessante vida cultural e social
- Excelente clima